top of page

"Como funciona esse remédio?" EP.4: Medicamentos para hipotireoidismo

A primeira temporada do quadro “Como funciona esse remédio?” está chegando ao fim! Até aqui, tivemos posts sobre os medicamentos para diabetes, hipertensão arterial e hipercolesterolemia. Hoje, no último episódio, você irá entender como funciona o hipotireoidismo e quais são os principais fármacos utilizados no tratamento. Vamos lá?


O que é o hipotireoidismo?

O hipotireoidismo é uma condição médica relativamente comum que ocorre quando a tireoide, uma glândula em formato de borboleta localizada na parte anterior do pescoço, não produz hormônios tireoidianos suficientes para o corpo. Esses hormônios desempenham um papel importante no metabolismo, no crescimento e no desenvolvimento do organismo, bem como no funcionamento do sistema nervoso central.


hipotireoidismo

O Hipotireoidismo em pessoas idosas

O hipotireoidismo é uma condição comum em idosos, e pode ser difícil de diagnosticar, pois os sintomas podem ser vagos e confundidos com outras condições relacionadas à idade.


Idoso em consulta médica

Os idosos são particularmente suscetíveis ao hipotireoidismo porque a glândula tireoide tende a diminuir de tamanho e produzir menos hormônios com a idade. Além disso, os idosos podem ter outras condições de saúde que afetam a tireoide ou interferem no tratamento do hipotireoidismo, como diabetes, doenças cardíacas, doença renal crônica e medicamentos que podem afetar a absorção dos hormônios tireoidianos. O diagnóstico do hipotireoidismo em idosos pode ser desafiador, pois os sintomas tendem a ser vagos e confundidos com outras condições relacionadas à idade. O médico pode realizar um exame físico e solicitar exames de sangue para verificar os níveis de hormônios tireoidianos e outros marcadores de saúde.


Sintomas

No hipotireoidismo, a falta de hormônios tireoidianos pode afetar muitas funções corporais, incluindo o metabolismo, o coração, o sistema nervoso e o sistema musculoesquelético. Isso pode levar a uma variedade de sintomas, que incluem:

  • fadiga

  • ganho de peso

  • constipação

  • pele seca

  • cabelos frágeis

  • unhas quebradiças

  • sensibilidade ao frio

  • diminuição da memória e da concentração

  • depressão

  • alterações menstruais.

No entanto, é preciso dizer que os sintomas podem variar de pessoa para pessoa e se desenvolver gradualmente ao longo do tempo, dificultando o diagnóstico precoce. Isso ocorre por conta das diversas condições que podem causar diminuição da produção hormonal, e não apenas o hipotiroidismo.

Exame

Tratamento: levotiroxina

Naturalmente, o tratamento mais comum para o hipotiroidismo é a reposição hormonal, geralmente com a levotiroxina.


A levotiroxina é uma forma sintética do hormônio tireoidiano T4, que é produzido espontaneamente pela glândula tireoide. Ela é amplamente prescrita como um medicamento para o tratamento de hipotiroidismo. Alguns dos nomes comerciais de levotiroxina incluem Puran T4, Leovid, Levotroid, Tiroidin, Syntroid e Euthyrox. Seu mecanismo de ação é baseado na absorção da substância pelo intestino, que é transportada pelo sangue para a glândula tireoide, onde é convertida em triiodotironina (T3), o hormônio ativo da tireoide. A T3 é então liberada na corrente sanguínea e age em vários órgãos do corpo, incluindo o cérebro, músculos e coração, regulando o metabolismo e outras funções corporais. Dessa forma, a levotiroxina ajuda a restaurar os níveis adequados de hormônios tireoidianos no organismo.


Remédio levotiroxina

O tratamento deve ser individualizado e monitorado cuidadosamente para garantir que os níveis de hormônios estejam dentro da faixa normal e que os sintomas estejam sendo controlados. O tratamento também deve levar em consideração outras condições de saúde e medicamentos que o paciente esteja tomando, sendo iniciado com uma dose baixa, que é aumentada gradualmente ao longo de várias semanas até que os níveis hormonais estejam normalizados.


É importante lembrar que a levotiroxina é um medicamento de prescrição, e seu uso deve ser monitorado por um médico. Tomar uma dose inadequada pode ter consequências negativas para a saúde, incluindo sintomas de hipertireoidismo, como nervosismo, taquicardia, perda de peso, insônia e outros. Além disso, a levotiroxina pode interagir com outros medicamentos e suplementos, portanto, informe seu médico sobre quaisquer outros medicamentos que esteja tomando antes de iniciar o tratamento.

Por fim, é essencial seguir as orientações do seu médico para garantir que esteja recebendo a dose correta e para evitar quaisquer complicações. Com o tratamento adequado, a maioria das pessoas com hipotiroidismo pode levar uma vida normal e saudável.


Ah, se precisar de ajuda para fazer a ingestão correta de seus medicamentos, a RenovatioMed pode te ajudar! Entre contato com um de nossos especialistas.

Referências:

Posts recentes

Ver tudo

Comentários


Assine nossa newsletter

e fique por dentro das novidades

bottom of page